estudos bíblicos

DEPENDÊNCIA ESPIRITUAL

Salmos 1

1 Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
6 Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.

O livro de Salmos é uma coletânea de cânticos de orações e louvores inspirados pelo Espírito Santo, escritos por vários autores (Davi, os filhos de Corá, Asaph, entre outros), durante um longo período de tempo da história de Israel, expressando as mais profundas emoções íntimas da alma em relação a Deus, como: confiança, amor, adoração, anelo por mais comunhão, desânimo, aflição, medo, clamor, exaltação a Deus, ações de graças, entre outros.

O Sl 1 serve como introdução a todo o livro dos Salmos. Ele contrasta os dois únicos tipos de pessoas do ponto de vista de Deus, tendo cada tipo um conjunto distintivo de princípios de vida:

(1) os justos, que são caracterizados pela retidão, pelo amor, pela obediência à Palavra de Deus e pela separação do mundo (vv. 1,2); e
(2) os ímpios, que representam o modo de ser e as ideias do mundo, que não permanecem na Palavra de Deus, e que por isso não têm parte na assembleia do povo de Deus (vv. 4,5). A separação entre esses dois grupos de pessoas existirá no decurso da história da redenção e continuará na eternidade.

1.1 bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios = O primeiro versículo do livro dos Salmos ressalta a distinção entre os justos e os ímpios. O cristão verdadeiro é reconhecido por suas atitude, pelos lugares que frequenta e pelas pessoas com as quais convive. Nao podemos experimentar a bênção de Deus sem evitar as coisas danosas ou destrutivas. Deus conhece e abençoa o justo. Porém, o ímpio não tem parte no Reino de Deus e perecerá (v. 6), cfe. 1 Co 6.9= Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?

1.2 tem o seu prazer na lei do senhor...nela medita de dia e de noite. = Devemos não somente evitar o mal, como também edificar a nossa vida buscando obedecer à vontade de Deus tendo prazer em seus caminhos e mandamentos. Essa motivação provém de corações contritos, redimidos, verdadeiramente convertidos, que anelam o reino de Deus e sua justiça, e procuram viver na bênção de Deus, meditam na sua Palavra), a fim de moldarem seus pensamentos, atitudes e ações de acordo com a vontade do Senhor, deixando-se guiar pelo Santo Espírito de Deus.

1.3 árvore plantada junto a ribeiros de águas; que dá frutos. = O resultado, para os que fielmente buscam a Deus e à sua Palavra, é ter vida no Espírito. Uma vez que a água comumente representa o Espírito de Deus, cfe. Jo 7.38,39= Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado., Os que são instruídos por Deus e guardam a sua Palavra terão em si uma fonte de vida inesgotável da parte do Espírito. A expressão tudo quanto fizer prosperará não significa que o cristão fiel nunca terá problemas nem reveses, mas, sim, que o justo conhecerá a vontade de Deus e a sua bênção, tudo no tempo certo, e frutificará para o Reino de Deus.

1.4-6 os ímpios. = O Sl 1 descreve os pecadores impenitentes sob três quadros horríveis:

(1) são como a moinha lançada para longe por forças que não conseguem ver (v. 4; ver Ef 2.2 - Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; Todo aquele que está sem Cristo é controlado pelo "príncipe das potestades do ar" satanás, e por tanto é filho da desobediência);

(2) serão condenados na presença de Deus no dia do juízo (v. 5; cf. Sl 76.7= Tu, tu és temível; e quem subsistirá à tua vista, uma vez que te irares? ; Ml 3.2 = Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá, quando ele aparecer? Porque ele será como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros; Ap 6:17 Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?);

(3) perecerão eternamente (v. 6; ver Mt 10.28= E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no *inferno a alma e o corpo.= Inferno: Lugar de tormento eterno e de fogo inextinguível, reservados aos ímpios).

Resumindo, do v.1-3= O homem bem-aventurado é descrito em frases positivas e negativas (escolha entre vida e morte). Bem aventura no texto em hebraico está no plural- abundância de bênçãos que recaem sobre a pessoa que obedece ao Senhor (v.1). Conhecer e fazer a vontade de Deus é a essência da sabedoria. A felicidade e a bem-aventurança acompanham aquele que se deleita e medita continuamente na Palavra de Deus (v.2). A meditação não é, fundamentalmente, o conhecimento intelectual, mas a obediência constante à vontade de Deus. Estabilidade e fecundidade acompanham o indivíduo que se concentra, continuamente, em obedecer a Deus (v3).

Do v.4-6= Os perversos, que rejeitam a Deus, passarão por adversidades e serão destruídos. Por serem inconstantes, falta aos ímpios propósito e sentido e, por isso, não conseguem permanecer firmes em tempos de tribulação. E também, por rejeitarem a vontade de Deus e a direção do Espírito Santo, cairão nos seus próprios caminhos de perdição, levados à morte eterna.

Deus chama a todos ao arrependimento, cfe. Ez. 18:23,24- Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor DEUS; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva? Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniqüidade, fazendo conforme todas as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as justiças que tiver feito não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado com que pecou, neles morrerá. Porque Ele tem planos para nós, melhores que os nossos, cfe. Jr. 29:11- Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.

Amados Jesus nos escolheu cfe. Mt.-2:14, Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos. = Jesus nos convida para algo mais que uma vida vivida servindo apenas a nós mesmos. É um convite para viver uma vida junto com Cristo, servindo a Deus e experimentando a satisfação que traz à vida. Um convite para sermos verdadeiros discípulos de Jesus, para seguirmos seus passos. E, finalmente, um convite para passarmos a eternidade com ele!, Mas para sermos escolhidos, devemos desistir de tudo neste mundo, negarmos a nós mesmos e segui-lo com uma vida diante do altar. Deus nos chama, mas aqueles que são escolhidos são aqueles que aceitam de todo o coração o convite com suas condições e termos, cfe. Lc 9: 23-24=E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará; Lc 14:26= Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos; JESUS, morreu por nós isento de pecado, tornou-se escória da humanidade por amor a nós. Devemos horar o amor de Deus, nos entregando verdadeiramente a Ele, em uma completa dependência. O que você decide hoje? A escolha é sua!

Deus abençoe a todos!